A Felicidade Está à Venda?

Nos dias 4 e 5 de Novembro tive a honra de participar, na Fundação Calouste Gulbenkian, no workshop de investigação Próximo Futuro dedicado à Felicidade. O primeiro dia foi dedicado a palestrantes e comentadores, oriundos de vários centros de investigação portugueses – eu e o economista e cientista social brasileiro Eduardo Gianetti da Fonseca participámos como convidados (pelo director do Próximo Futuro, António Pinto Ribeiro). O segundo dia foi aberto ao público.

A minha comunicação de 20 minutos teve como título “A Felicidade está à Venda?” e o seguinte abstract:

Aceder ao mundo através de um telemóvel de última geração ou de um par de óculos ajustado às nossas necessidades. Mais um vestido de alta costura ou a primeira máquina de lavar. Morar num condomínio privado, viver numa das páginas do catálogo do IKEA ou simplesmente dormir sob um tecto que resista às tempestades. O que nos faz verdadeiramente feliz? Qual é o papel da felicidade, em design definida como o ponto de encontro entre o querer e o precisar, na criação das paisagens visuais e materiais do nosso mundo globalizado? De que forma os fluxos de comunicação, emigração e imaginação entre mundo desenvolvido e em desenvolvimento influenciam a procura, e prática, de um projecto de felicidade? Este é um dos mais complexos, ambiciosos e fascinantes desafios para os designers de hoje. Através de exemplos de produtos e serviços projectados em, e para, partes diversas do globo, colocaremos perguntas difíceis, mas também descobriremos soluções simples que têm vindo a responder a esse desafio.

Pode ser consultada em pdf no site do Próximo Futuro, ou em texto/imagem/vídeo aqui ao lado.



Leave a Reply