Caixas Automáticas Multibanco

© Brandia Central

Os portugueses sabem que uma caixa Multibanco não serve só para levantar dinheiro. Nela pagamos a conta da luz, portagens, multas ou o IRS, carregamos o passe ou o telemóvel, depositamos cheques, fazemos transferências, compramos bilhetes de comboio ou de concertos, até emitimos licenças de caça e pesca. As mais de 90 operações que efectuamos em cada caixa, de forma gratuita e 24h por dia, fazem do Multibanco um orgulho nacional e uma referência a nível mundial.

Criado em 1985 pela Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS), o Multibanco é hoje uma marca que designa não só uma rede de 14 mil caixas automáticas e 280 mil terminais de pagamento automático, mas também um conjunto de serviços que incluem pagamentos na Internet e telemóveis, bem como dispositivos de segurança bancária. Tudo começou, porém, pela caixa ATM (Automated Teller Machine).

Após criar a primeira identidade visual do Multibanco, que aludia a uma imagem de confiança no sistema bancário e na tecnologia, a Novodesign criou também o primeiro interface relacional de ATM do mundo. Em vez de apenas conter letras e números, em Portugal, o ecrã de uma ATM recebia os seus utilizadores com um sorriso.

Afectivamente chamado de Multinho pelos quadros e técnicos da SIBS, o anfitrião do sistema – um conceito do então director criativo da Novodesign, Paulo Rocha – saudava-nos com “Por favor, introduza o seu cartão”, para depois nos conduzir por um sistema intuitivo de operações onde redundâncias entre teclas e menus, além de opções para indivíduos com limitações de visão, nos ajudavam a decidir da forma eficiente e rápida.

Em 2008, o Multibanco e o Multinho mudaram de cara. Vinte e cinco anos depois da sua fundação, a SIBS chamou a Brandia (ex-Novodesign) para repensar a identidade do seu grupo de empresas, em plena fase de consolidação e expansão internacional. Para Miguel Viana e José Cerqueira, respectivamente director criativo e responsável pela área de Brandvoice da Brandia, o Multibanco passou de um “acelerador de consumo dos portugueses” para se tornar num “elemento facilitador” das suas vidas, aliando “independência de movimentos” a uma credibilidade assegurada.

O cartão tornou-se assim não num símbolo de tecnologia (um dado adquirido no século XXI), mas de acesso, de acção: não mais o rectângulo horizontal e estático do logótipo anterior, este cartão passou a ser representado em perspectiva, como em vias de ser usado.

No ecrã, o Multinho perdeu as luvas, as botas e a perna traçada para nos receber de braços abertos. Os designers Carlos Constantino (que redesenhou o logótipo), Miguel Sousa Guedes (Multinho) e Cláudia Dias (ecrãs) estiveram na equipa que trabalhou com os técnicos e programadores de software da SIBS na implementação e validação do novo interface, tendo em conta padrões existentes de utilização e o hardware, ou melhor, as caixas disponíveis no terreno.

O que este perdeu em profundidade e contraste ganhou em equilíbrio tipográfico e redundância cromática: note-se como o fundo muda de cor de acordo com a mensagem expressa pelo Multinho no seu balão. Como exemplo, Carlos Constantino explica que, estando a caixa “fora de serviço, o vermelho toma conta de todo o ecrã, sendo mais fácil a sua visualização a uma maior distância”.

© Brandia Central

A sinalização das caixas Multibanco também foi redesenhada. Por razões de logística e orçamento, o trabalho de Henrique Ralheta, head designer de design industrial na Brandia, “passou por manter as mesmas “bandeiras” e respectiva infra-estrutura de iluminação, e criar apenas novas frentes, planas e opacas para deixar apenas iluminação no logótipo.” Mais legível (sobretudo à noite) graças ao novo fundo preto, esta bandeira deveria ainda ser “pouco impositiva porque está geralmente associada a um banco”, evitar “criar conflitos visuais” e de marcas, mas “defender uma visibilidade particular.”

É precisamente isso que hoje celebramos: a forma particular como, todos os dias, este autêntico sistema circulatório nacional nos é tornado visível.

BI
Caixas automáticas Multibanco

Design
Brandia Central

Cliente
SIBS

Datas
2007-2008 (projecto)
Desde Setembro 2008 (implementação)

+info: www.brandiacentral.com

18 Comments

  1. I don’t even know how I finished up here, but I thought this put up used to be good.
    I don’t know who you’re but certainly you’re going to a well-known blogger in the event you aren’t already.
    Cheers!

  2. Hmm it appears like your site ate my first comment (it was super
    long) so I guess I’ll just sum it up what I had written and say, I’m thoroughly enjoying your blog.
    I as well am an aspiring blog blogger but I’m still new to everything.
    Do you have any points for novice blog writers?
    I’d certainly appreciate it.

  3. The other day, wwhile I was at work, my sister stole my
    iphone and tested to see if it can survive a 25 foot drop, just so she can be a
    youtube sensation. My iPad is now destroyed and
    she has 83 views. I know tjis is totally off topic but I
    had to share it wiuth someone!

  4. Undeniably imagine that which you said. Your favourite justification seemed to be at the
    net the easiest thing to take note of. I say to you, I definitely get annoyed at the same time as other folks consider concerns that they just don’t recognise about.

    You controlled to hit the nail upon the top as neatly as outlined out the entire thing without having side-effects ,
    folks can take a signal. Will likely be back to get more.
    Thank you

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *